Por que a culpa é sempre dos games?

Publicado: 11/04/2011 por EltonGS em Notícia, Notícia, PS3, XBOX 360
Tags:, ,

Jogos eletrônicos podem influenciar o comportamento de jovens? Tornar uma pessoa violenta ou calma? Essa discussão geralmente retorna, o papel que jogos eletrônicos tem na formação de caráter de uma pessoa, quando acontece algum ato de violência no qual o agressor gosta de video games ou jogos de computador que envolvem tiros, morte ou algum outro tipo de violência.

Essa discussão voltou a tona aqui no Brasil com os assassinatos que aconteceram no Rio de Janeiro no dia 07 de abril. Uma tragédia sem precedentes em nossa história e que deixou o país todo chocado e sensibilizado com as crianças e seus familiares. Logo após o acontecido a mídia começou discussões sobre o que levou o assassino a cometer tais atos, como ele foi educado quando criança, quem eram seus pais, como ele era na escola, etc.

Descobriu-se uma carta que ele havia deixado em sua casa onde fez diversas referências religiosas, o logo divulgou-se que ele era envolvido com o islamismo. Por que será que fizeram essa referência sem confirmar isso? Mas logo abandonaram tal idéia, acredito que perceberam o preconceito com que estavam agindo.

Mas então o que acontece? Viram-se para outro preconceito, o que existe com os jogos eletrônicos, principalmente com os jogos que envolvem violência de alguma maneira. Essa discussão já aconteceu outras vezes. Quem se lembra do caso onde uma pessoa entrou em um cinema e disparou contra as pessoas que ali estavam? O assassino depois citou o jogo Duke Nukem 3D, que possui uma passagem em um cinema durante a primeira fase. Logo a discussão começou com “especialistas” dizendo que os jogos influenciam as pessoas e que o jogo foi o que levou a pessoa a cometer os assassinatos. O resultado foi a proibição da venda do jogo após 4 anos do seu lançamento. Os crimes diminuíram? O jogo deixou de ser vendido ou foi feita ainda mais publicidade dele?

Agora  os “especialistas” voltaram suas atenções para Grand Theft Auto (GTA) e Counter Strike por que descobriram que o assassino conversou com outras pessoas sobre tais jogos. Olha o absurdo, ele pode ter trocado meia dúzia de palavras com uma pessoa qualquer sobre jogos que a grande maioria dos gamers já jogaram,  e isso agora é apontado como algo que o incentivou a cometer o massacre. Veja aqui matéria do jornal  O Globo e no site da Revista Veja que indicam tal idéia. A matéria do jornal O Globo justifica o papel dos jogos dizendo que em GTA e Counter Strike “… acumula mais pontos quem matar mulheres, crianças e idosos.”, pergunto se algum dia os jornalistas responsáveis pela matéria já sentaram em uma TV ou computador e jogaram tais jogos? Por que tal descrição não cabe em nenhum deles, lembrando que no GTA não se ganha pontos por tais crimes. A Veja dá destaque, colocando em evidência a frase “Falávamos sobre jogos de computador. Ele gostava de Counter Strike (jogo de tiros)”, qual a objetivo de se destacar justo tal passagem e não outra qualquer do texto?

Counter Strike, jogo indicado como responsável pelo que aconteceu no Rio de Janeiro

Já foram realizado estudos e pesquisas que demonstram que não existe ligação entre jogos eletrônicos e violência, citando um realizado nos Estados Unidos, veja aqui o estudo feito pelo Entertainment Software Association. Nesse estudo eles demonstram que os crimes violentos entre jovens diminuíram muito desde os anos 90, período em que os jogos aumentaram e muito as suas vendas. O estudo diz também que jogos envolvendo violência e são vendidos nos Estados Unidos também são vendidos em outros países onde a violência é muito menor, sugerindo que o histórico social, o fácil acesso a armas e outros fatores são mais relevantes ao entendimento do por que tal crime foi realizado.

Aqui no Brasil muitos ainda têm a mentalidade de que jogos eletrônicos são brinquedos para criança e como tal não deve trazer violência. Esquece-se que um console custa mais que R$1000,00 e os jogos geralmente mais de R$150,00. Isso é brincadeira de criança? Se algum pai achar que sim, lembrem-se que os jogos tem classificação etária. Jogos como GTA, Counter Strike ou Call Of Duty são para maiores de 18 anos justamente por tratar de temas que crianças podem não compreender corretamente. É papel dos pais cuidar do que seus filhos jogam, assistem na TV, ouvem no rádio ou acessam na internet. Se um jovem está jogando algo que é indicado para pessoas mais velhas então a culpa é de seu pai que não sabe o que seu filho faz, mas é mais fácil acusar alguém para assumir tal culpa.

Que idéia boa, soltarei bolas de magia em generais do exército!

Pais querendo culpar outras pessoas sempre existiu e existirá. O problema é quando um jornalista, que tem por profissão informar, traz uma matéria tendenciosa como essas apresentadas aqui. Gamers já são encarados com preconceitos, somos nerds, geeks, perdemos tempo e dinheiro com coisas inúteis e agora tentam nos transformar em potenciais assassinos. Por que não vemos ninguém dizendo que a maiorias das músicas (se é que podemos chamar assim) que ouvimos nas rádios nos diz que mulher não presta pra nada a não ser sexo e que promiscuidade é algo bom. Se jogos eletrônicos é responsável por incentivar assassinatos, então músicas, filmes, jornais, séries e outras formas de entretenimento que também lidam com violência também são. Mas ninguém aponta o dedo para eles por que eles são vistos como indústria, geram empregos e dinheiro para muita gente, e os jogos ainda não vistos dessa maneira.

Joguei GTA e Counter Strike, assim como Red Dead Redemption, Call Of Duty, Battlefield, Streets Of Rage, Street Fighter e muitos outros jogos que tem alguma forma de violência. Tenham cuidado comigo, sou um assassino em potencial!o_O

O que pensam disso? Acreditam que o jogo tem esse papel na formação de caráter? Comente abaixo.

comentários
  1. DioneNL disse:

    Puxa sempre achei que Jogos de Video Game Aumentava a Sua capacidade Raciocinio logico, Fazia as pessoas peder o medo de Fobia e com a onda kinect fazer ginastica,apreender esportes e dançar!! kkk

  2. Yagami disse:

    Sabem o que falta na mídia??????
    O mastro do Kid Bengala bem no centro do reto deles u.u

  3. o povo é MENTE FECHADA mesmo. QUalquer coisinha é culpa dos games. Tem um livro muito foda que trata sobre esse assunto, não só sobre os games, cita os quadrinhos, desenhos e tals, recomendo pra caramba. Se chama “Brincando de Matar Monstros” da editora CONRAD. Esse livro é muito foda. Quem quiser, da uma olhadinha no site da conrad.

  4. Albert disse:

    Autoridades e pseudos intelectuais colocam a culpa nos games porque nao querem assumir a culpa que é quase que exclusiva deles.

    Já joguei todo tipo de jogo violento que puderem imaginar, mas nem por isso eu saio agredindo pessoas, ou mantando, atropelando etc.

    Jornalistas irresponsáveis também são os grandes “responsáveis” por dissiminar essa ideia imbecil sobre jogos.

  5. Diego Henrique disse:

    Só tenho uma coisa a dizer sobre essa sociedade que acha que os games são culpados pela violência: MENTE FECHADA !

  6. […] Este Link foi enviado para a categoria Games no dia 12 de abril de 2011Ver link […]

  7. Loumoraes disse:

    Jornalismo é tendencioso, sempre será – por mais que negue ou que busque a neutralidade (experiência própria! huahuahua). E sim, o ideal seria mesmo encarnar em todas as outras coisas que, por atingirem um público maior (como músicas, filmes, notícias bizarras desse Brasil), são BEM mais impactantes do que um game – a considerar as restrições de preço e classificação etária.
    O pior? Não vejo essa situação mudar tão cedo… é simplesmente confortável continuar culpando internet, games, redes sociais…😦

  8. Gerlach_oO disse:

    Que você é um potencial assassino eu já desconfiava =P

    O que acontece é que, no Brasil, existe uma necessidade muito grande de apontar culpados. É mais fácil jogar a responsabilidade sobre alguém ou algo, do que assumi-la e fazer o necessário para que não ocorra novamente.
    O governo deveria investir em educação, programas sociais e empregos, mas é mais instantâneo e eficiente culpar algo que desvie a atenção do povo sem cultura.

    Política do pão e circo… mantenha-os ocupados e felizes.

  9. tomfogao85 disse:

    Concordo em genero, numero e grau, Beira o absurdo veículos de informação com uma circulação enorme abordarem um assunto sem conhecimento de causa. Essa tragédia sem precedentes e que machucará por muito tempo nossa sociedade e principalmente os envolvidos e suas famílias, é fruto de uma mente doentia e total e completo desapego pelo ser humano. Como nosso amigo Elton comentou muito bem, cabe aos pais cuidarem do que seus filhos fazem, repeitar faixas etárias em filmes, programação da TV, onde a violencia se faz presente a qualquer hora do dia, obviamente que nos games também. Não se pode colocar na conta dos games uma tragédia absurda e chocante como essa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s