Ícone dos Games – Kratos (God of War)

Publicado: 19/05/2011 por EltonGS em Clássicos, PS3
Tags:, ,

God Of War foi lançado em 2005 para o Playstation 2. É um jogo de ação baseado na mitologia grega. Logo em seu lançamento foi um sucesso absoluto, trazendo uma mistura de combate, plataforma e puzzles. Os combates eram sangrentos e trazia os, agora comuns, quick time event para executar um inimigo de forma definitiva. Ojogo teve duas sequências, uma  para o Playstation 2 e outra para o Playstation 3,  e mais dois jogos para o PSP.

Grande parte do sucesso da franquia se deve ao seu personagem principal, Kratos, que foi criado para substituir Pipo como o mascote da Sony.

Kratos em grego significa força, poder.

Dublador de Kratos: Tc Carson

Continue lendo para mais informações.
História da franquia (SPOILERS)

God of War

Kratos era um guerreiro de Esparta. Não tinha receio em travar uma batalha e era bastante violento e sanguinário. Foi ganhando fama por sua crueldade e habilidade em manejar qualquer tipo de arma. Kratos cria um exército de apenas 50 guerreiros sob seu comando que brevemente teria milhares de seguidores.

Ele nunca fora derrotado em uma batalha mas nunca esteve tão perto da derrota como na luta em que enfrentou o destemido Rei dos Bárbaros e o seu exército em número visivelmente superior. Ao fim de uma batalha extensa e vendo o seu exército sendo derrotado, e sua morte próxima, Kratos faz um pacto com Ares, o deus da guerra. Em troca da derrota de seus inimigos ele dedicaria sua vida as causas do deus da guerra. Ares lhe concede uma das armas mais cobiçadas por todos os guerreiros, as Blades of Chaos, que são lâminas presas para sempre aos seus braços por correntes em brasa, um sinal de seu compromisso com o deus. Kratos usa a arma para ganhar a batalha e como pagamento se torna o melhor e mais fiel servo de Ares.

God of War II

Mas havia algo que impedia de Kratos de se tornar o guerreiro invencível que Ares desejava, sua mulher e filha. Durante uma missão de destruir uma aldeia e seus habitantes nos arredores de Atenas, que segundo Ares tratava-se de um local onde havia algo oculto que ameaçava a sagrada cidade, Kratos foi levado a uma armadilha montada pelo próprio deus da guerra.

Dentro de um misterioso e sagrado templo, que era vigiado pelo oráculo da aldeira, e construído em honra da deusa Atena, se guardava o terrível segredo que passaria a perseguir Kratos para sempre. O guerreiro espartano é avisado pelo oráculo que iria se arrepender amargamente se ali entrasse. Ignorando o aviso Kratos invade o templo e assassina todos que ali se encontravam. Apesar dos aviso do oráculo e ignorando sua própria intuição para não entrar ali, Kratos vê em suas lâminas o sangue do horrendo crime que executou, estendidos no chão jazia sua família que se encontravam entre os moradores da aldeia. Kratos assassinou sua mulher e filha.

God of War III

Segundo o pensamento de Ares, após esse acontecimento não haveria nada impedindo Kratos de se tornar o guerreiro invencível que o deus da guerra tanto queria, mas Ares não contava com o imenso amor que Kratos sentia por sua mulher e filha. Foi uma traição injusta pela qual o espartano jurou a Ares que esse se arrependeria do que lhe tinha feito.

Kratos crema os corpos de sua família e as cinzas que se soltavam das chamas espalham-se e grudam em seu corpo, revestindo sua pele de branco, assim todo mundo poderia ver o crime que ele cometera e a lembrança de seu pecado lhe ficar, para sempre, enraizada no espírito. Ele carrega em seu corpo a própria morte da família e nasce assim a lenda do Fantasma de Esparta.

Durante os eventos do primeiro jogo, Kratos ainda é atormentado pela lembrança do que fez a sua família, Atena então oferece livrar Kratos de seus pesadelos, mas para isso deve derrotar Ares, o deus da guerra. Atena diz que Ares estava ensandecido e farto do progresso e soberania de sua cidade (Atenas), e Zeus decretou que nenhum deus deveria enfrentar outro. Sendo assim Ares só poderia ser derrotado por mãos mortais. Kratos ve a oportunidade para sua tão esperada vingança.

Kratos parte em busca da Caixa de Pandora, única arma que poderia derrotar um deus. Durante sua jornada Kratos recebe ajuda de outros deuses como Afrodite e Zeus. Kratos encontra a arma no templo que está nas costas de Cronos, o último titã vivo. Ao perceber que Kratos conseguiu a caixa, Ares arremessa uma estaca de pedra de Atenas e acerta Kratos em cheio. O guerreiro vai parar no Tártaro (inferno) de onde consegue fugir, Kratos entra no templo de Atena, agora semi-destruído e lá se depara com Ares insultando a cidade de sua irmã, Atena, e ameaçando tomar o posto de Zeus com a Caixa de Pandora. Ares se surpreende por Kratos ter escapado do inferno. Farto dos insultos de Ares, Kratos usa os poderes de controlar os raios, que lhe foi dado por Zeus, e atinge a corrente que amarra a Caixa, fazendo-a cair na beira do mar. A Caixa é aberta e a energia que flui dela faz Kratos se tornar tão gigante quanto Ares. Uma batalha eletrizante se inicia entre eles e após Ares ser ferido e perceber que não será tão fácil derrotar Kratos, ele invade a mente do espartano e o transporta para o momento onde ele invade o templo para matar sua família. Agora Kratos tem que proteger sua família de outros Kratos que aparecem para assassiná-las. Após protege-las ele retorna à batalha com Ares, os deuses enviam um último presente à Kratos, a Blade of the Gods e ele observa que há uma espada de pedra nas mãos de uma estátua, ele a pega e mata Ares.
Kratos cobra a promessa feita por Atena, que diz que os deuses já o perdoaram pelo que havia feito, mas não poderia apagar suas visões porque nem mesmo os deuses poderiam apagar tamanha crueldade. Kratos, sem esperança, sobe ao alta da montanha mais alta da Grécia e se joga para cair no mar. Porém antes que morresse, os deuses o salvam e o transformam no novo Deus da Guerra. Atena lhe dá suas Blades of Athenas já que ele perdeu a Blade of Chaos na batalha contra Ares.

Kratos

Kratos como novo deus da guerra favorece Esparta sobre as outras cidades, Atena lhe adverte para as consequências de seus atos, mas ele a ignora. Após Kratos descer do Olimpo para ajudar seus guerreiros a destruir a cidade de Rodes, Zeus transformado em passáro e sem escolha, retira pouco do poder de Kratos e o deposita em uma estátua gigante, o Colosso de Rodes, como punição por Kratos ter desobedecido Atena. Kratos, com muita raiva e acreditando que Atena é responsável por isso, parte para derrotar o Colosso para provar aos Deuses do Olimpo que merece ser um deus. Zeus, num aparente gesto de generosidade, oferece a Kratos uma arma usada na guerra contra os titãs, The Blade of Olympus. Somente com ela Kratos conseguirá derrotar o Colosso. Ao derrotar o Colosso, a mão deste cai sobre Kratos e quebra a armadura. Kratos muito fraco e percebendo que ao depositar o que restava de seus poderes divinos na arma Sagrada do Olimpo havia retirado sua divindade é surpreendido por Zeus que o mata com a Blade of Olympus dizendo que o ciclo terminaria ali.

Kratos então se une a Gaia, a mãe dos Titãs, para se vingar de Zeus. Para isso ele precisa encontrar as 3 Sisters of Fate (Irmãs do Destino) e reverter o passado. Kratos consegue acabar com as três irmãs e toma controle sobre o tempo. Ele retorna ao momento onde Zeus o matava para tomar-lhe a espada e iniciar um confronto mortal. Após muito lutar Zeus dispara uma tempestade de raios em Kratos que finge entregar-se, mas aproveitando-se de um descuido da divindade, contra golpeia brutalmente e prepara-se para desferir o golpe final com a espada sagrada. Atena surge nesse momento e se coloca entre Kratos e Zeus, o guerreiro não consegue evitar e a mata enquanto Zeus foge vivo. Atena explica que fez aquilo por que se Zeus morrer, todo o Olimpo cairia e seria o fim dos deuses. Também diz que o pai que Kratos nunca conheceu é Zeus.

Furioso por ter matado a unica divindade por quem nutria algum carinho, Kratos parte com os titãs rumo ao Olimpo para pôr fim a era dos deuses. Em seu caminho ao Olimpo Kratos mata Poseidon gerando uma inundação enorme que engole o mundo em água, deixando apenas o topo das montanhas visíveis, formando pequenas ilhas. Em mais uma batalha com Zeus, no topo do Monte Olimpo, Kratos é derrubado do topo do monte e cai no rio Estige. Lá ele encontra com o espírito de Atena que lhe dá as Blades of Exile em troca de sua confiança. Para escapar do submundo Kratos derrota Hades e rouba sua alma, liberando assim todas as almas que o submundo guardava. Subindo novamente ao Olimpo, Kratos derrota Helio, fazendo que um eclipse permanente aconteceça envolvendo o mundo em chuva e escuridão eterna. Atena revela para ele que é da Flame of Olympus de onde os olimpianos retiram suas forças, e a chama está guardando a Caixa de Pandora, que continuou a existir depois de seu encontro com Ares. Para extrair a Flame of Olympus é preciso encontrar Pandora, que é a chave para extrair a chama e possibilitar que a Caixa seja aberta novamente.

Cena de God of War 3

Em sua jornada Kratos também mata Hermes, cuja morte libera uma praga que envolve todo o resto da humanidade que sobreviviu as inundações e a outras calamidades. Seu próximo encontro é com seu meio-irmão Hércules. Kratos o derrota também e conquista os Nemean Cestus. Hefesto, “pai” de Pandora, sugere que Kratos vá para Tártaro em busca da Omphalos Stone, para que ele pudesse criar uma arma digna de um Deus da Guerra. Sendo que na verdade ele queria matar Kratos para proteger Pandora. Em sua ida até Tártaro Kratos encontra Cronos, que possui a Omphalon Stone dentro de si. Kratos o derrota e recupera a pedra, Hefesto cria o Nemesis Whip, e tenta matár Kratos logo em seguida para salvar sua filha Pandora.

Kratos anda por diversos lugares, indo e voltando por vários locais, viajando pelas Chains of Balance, correntes que ligam o Olimpo e o submundo. Ele encontra Pandora dentro do Labirinto (construção de Dédalo).

Depois de se libertar do Labirinto, junto com Pandora, Kratos desce ao submundo para quebrar as Chains os Balance e assim subir novamente ao Olimpo. Kratos e Pandora se encontram no salão onde está a Caixa de Pandora. Lá eles também encontram Zeus. Kratos o derrota e Pandora se sacrifica para abrir a Caixa, contra a vontade do héroi. Kratos abre a caixa e ela está vazia. Furioso, Kratos reencontra Zeus e duelam novamente. Gaia reaparece também e tenta matar os dois, eles pulam dentro do corpo dela, onde acontece a batalha final. A batalha termina com Kratos transpassando tanto Zeus como o coração de Gaia com a Blade of Olympus. Zeus, aparentemente morto, libera seu espiríto para atacar Kratos, deixando-o desarmado. O espiríto de Zeus tenta fazer o medo entrar na mente de Kratos. Nessa interação mental, Kratos encontra uma maneira de se redimir, perdoando a si por seus pecados, e aprende que a esperança é a sua arma mais poderosa. Kratos volta a si e derrota o espiríto de Zeus, aparentemente não causando mais nenhum mal ao mundo.

Atena aparece e exige de Kratos o que ele tirou de dentro da Caixa de Pandora. Kratos diz que estava vazia mas Atena não acredita. Atena então explica que Zeus colocou todo os males do mundo dentro da caixa e que existia um temor do que poderia acontecer caso ela fosse aberta. Atena então colocou seu próprio poder dentro da caixa, a esperança. Atena então percebe que quando Kratos abriu a Caixa para derrotar Ares, o que havia de mal contaminou os deuses e a esperança ficou com Kratos, ela novamente pede o poder a Kratos acreditando que saberia como melhor usá-lo para reconstruir o mundo. Em vez disso, Kratos tira a própria vida com a Blade of Olympus, liberando a esperança para a humanidade utilizar.

Recentemente começaram a surgir rumores de um novo jogo da franquia para Playstation 3, se será um prelúdio ou uma possível continuação ainda não sabemos. E lembre-se que Kratos já voltou mais vezes da morte que herói de histórias em quadrinhos. (Fim dos SPOILERS)

Jogos

God of War – Playstation 2 (2005)
God of War: Chains of Olympus – PSP (2006)
God of War: Betrayal – Celular (2007)
God of War II – Playstation 2 (2008)
God of War III – Playstation 3 (2010)
God of War: Ghost of Sparta – PSP (2010)

O que acham de Kratos e da franquia God Of War? Comentem abaixo.

comentários
  1. Kilson Borrys disse:

    Sem comentarios kratos è o melhor heroi de todas historias que ja vi.

  2. vinicius disse:

    ja zerei esses dai em todos os niveis agora to esperando o 4 se sai neh tomara!!!!!!!!!

  3. Samara disse:

    eu não domino jogos de video game, pra falar a verdade me dou mal até no super mario, mas eu adoro assistir meu irmão jogar e sinceramente fiquei apaixonada pela história do Kratos, me impressionou e o gráfico do jogo é excepcional

    • Anônimo disse:

      quando quiser me ver jogar vem aki pra casa,
      kkkkkkkkkkk
      brincadeira
      mas se quiser não tem problemas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s